Labirinto


Adoro Labirintos,
O emaranhado de caminhos e espaços são um desafio constante.

O Labirinto é a representação gráfica da nossa Vida.

Olhamos para ele no geral e não percebemos nada daquilo;
Mas não há nada como tentar;
Somos novos e o Labirinto é grande; cheio de surpresas e desafios.

O começo é fácil:
Vamos andando de esquina em cruzamento com relativa facilidade sem olhar para traz;
O Labirinto parece fácil quando não pensamos nele…

Então deparamo-nos com as paredes;
Pequenas linhas que nos travam o andamento sem sabermos porquê.
Tentamos outros caminhos na esperança de continuarmos bem.

Então deparamo-nos com os becos-sem-saída;
Aqueles fim-de-linha que nos deita a baixo e nos desespera.
Voltamos nervosamente a traz numa tentativa de sobreviver.

Deparamo-nos com aqueles cruzamentos difíceis;
Aqueles que em ambas as direcções são tão alegremente boas como tragicamente más.
A decisão é tão difícil quanto a indecisão.
Andamos em frente,
Batemos com a cabeça na parede,
Desviamo-nos e continuamos até nova parede,
Numa aprendizagem dura e desgastante.
Deparamo-nos por fim com aqueles pontos sem saída e sem retorno;
Pensamos que o fim é ali pois aparentemente não há outra hipótese.

Mas o Labirinto é grande e dá muitas voltas.
Temos de O viver na alegria e na tristeza,
Na tragédia e na felicidade,
Mas sempre intensamente e conscientemente…

Até aquela última curva…

2 comentários:

sandra disse...

Tal como no labirinto ha' a surpresa na mudança constante de direcçao,
Na vida ha' uma sucessao de acontecimentos imprevistos...
E isso e' muito Fixe!

Né disse...

s tivesse o poder de voar os labirintos nao me metiam medo!!agora com poderes tao limitados e dificil nao ficar presa em armadilhas e caminhos sem saida....isso assusta!